- AMERICAN IDOL - THE VOICE US/UK - THE X FACTOR

- ÍDOLOS - THE VOICE BRASIL - THE VOICE KIDS

The Voice US 2016, Season 10: Blind Auditions (S10E03)

The Voice USA 2016

Veja como foi o terceiro episódio de ‘Blind Auditions’ do The Voice USA 2016! Será que alguma audição ganhou pimenta hoje?

Assista aos vídeos e leia os comentários do Coloca!

Review – The Voice US 2016, Season 10: The Blind Auditions, Part 3 (S10E03) – Episódio completo

Spoilers: músicas do quarto episódio do The Voice 10!
Spoilers! Conheça o Top 20 do The Voice USA 2016
Veja nosso review sobre o segundo programa do The Voice 10
The Voice 2016: como assistir online?
Calendário oficial de episódios do The Voice US
The Voice 2016: redes sociais e vendas no iTunes (Semana 01)

Hannah Huston – Unaware (Allen Stone)

idolometro

Hannah Huston é linda, canta bem, tem uma voz bonita e escolheu uma música que eu adoro, porém não passou muita emoção. O único momento em que eu esbocei alguma conexão com a candidata foi no refrão, mas só. Christina, Pharrell e Blake viraram. Ela escolheu o Pharrell.

Brian Nhira – Happy (Pharrell Williams)

idolometro

O Brian Nhira tem uma ótima voz, bem gostosa de ouvir. Não tem nada de especial, mas canta sem exagerar e eu realmente aprecio isso. Me sinto até decepcionado por elogiar tanto uma audição de alguém com uma song choice tão ruim. Pharrell e Blake viraram. Ele escolheu o Pharrell.

Aijia Lise – “Say Something” (A Great Big World feat. Christina Aguilera)
Ninguém virou.

Brittany Kennell – Strong Enough (Sheryl Crow)

idolometro

Ótima imagem. Brittany tem uma voz madura e bastante segura. Ela interpretou a música com muita verdade e não teve uma falha sequer durante toda a apresentação, mas me deu um pouco de sono. Blake e Pharrell viraram. Ela escolheu o Blake.

Natalie Yacovazzi – Mr. Know it All (Kelly Clarkson)

idolometro

É mãe solteira, foi reprovada no The Voice passado e agora voltou. E é aquilo: cantou Kelly Clarkson bem, me ganhou. Ela não é tão novinha, então fico imaginando qual será o repertório dessa mulher nas próximas fases, já que nem essa música da KC combina tanto assim com o visual dela. Se ela cantar algo mais na linha de “Invincible”, pode crescer muito no meu gosto e até se tornar uma das minhas favoritas. Adam virou. Christina tentou virar, mas já era muito tarde e o botão não funcionou. Adam levou essa.

Malik Heard – Chains (Nick Jonas)

idolometro

Malik é uma diva e canta muito, mas roupinha no estilo Freddy Krueger sempre me causa aflição. Pharrell e Christina viraram. Ele escolheu a Christina.

Peyton Parker – Dreams (Fleetwood Mac)

idolometro

Maravilhosa! Que voz linda! Acertou na escolha da música e conseguiu passar bastante emoção, algo que quase ninguém conseguiu no programa de hoje. O melhor é que ela canta um country gostoso de ouvir, então ainda tem chances de ganhar a minha torcida. Christina, Pharrell e Blake viraram. Escolheu o Blake.

Gina Castanzo – Cecilia and the Satellite (Andrew McMahon in the Wilderness)
Trey O’Dell – Geronimo (Sheppard)

Os dois entraram para o Team Blake, mas a audition foi toda picotada.

Kristen Marie – Mad World (Tears for Fears)

idolometro

Kristen é espetacular e escolheu uma música que eu adoro – imortalizada pelo Adam Lambert no American Idol 8, vale lembrar. Ela conseguiu fazer uma versão bastante pessoal e foi muito bem! O timbre dessa menina é lindíssimo. Como se não bastasse, ela ainda fez uns olhares deliciosos pra câmera. Christina e Blake viraram. Escolheu a Christina.

Evan Taylor Jones – Homegrown (Zac Brown Band)
Ninguém virou.

Nate Butler – The Walk (Mayer Hawthorne)

idolometro

Excelente song choice, mas fico imaginando se eu aguentaria assistir um show inteiro do Nate. Já imaginei e tenho a resposta: não conseguiria passar nem da terceira faixa de um disco dele, ver um show completo já seria sacrifício. Adam, Pharrell e Blake viraram. Escolheu o Adam.

Ryan Quinn – Can’t Find My Way Home (Blind Faith)

idolometro

Ryan Quinn fez a melhor ‘Blind Audition’ da noite. Ele tem tudo pra chegar longe na competição: timbre maravilhoso, excelente controle vocal e uma ótima imagem. Só falta um pouco mais de confiança. Já quero ver ele cantando “Lost Stars”, do técnico Adam Levine. Todas as cadeiras viraram. Escolheu o Adam.

Veja também:

Comentários