- AMERICAN IDOL - THE VOICE US/UK - THE X FACTOR

- ÍDOLOS - THE VOICE BRASIL - THE VOICE KIDS

The Voice US 2016, Season 10: Blind Auditions (S10E04)

The Voice USA 2016 S10E04

Veja como foi o quarto episódio de audições do The Voice USA 2016! Alguma apresentação do programa desta noite mereceu ganhar pimenta?

Assista aos vídeos e leia os comentários do Coloca!

Review – The Voice US 2016, Season 10: The Blind Auditions, Part 4 (S10E04) – Episódio completo

Recado importante: quarta-feira, dia 8, a NBC exibe um especial com os melhores momentos das ‘Blind Auditions’. Como se trata apenas de uma reprise, não fará sentido o Coloca cobrir, mas deixaremos streaming para assistir ao vivo no link de sempre. Vai ao ar às 22h.

Veja o review do Coloca sobre o terceiro programa do The Voice 10
Spoilers! Conheça o Top 20 do The Voice USA 2016
The Voice 2016: como assistir online?
Calendário oficial de episódios do The Voice US
The Voice 2016: redes sociais e vendas no iTunes (Semana 01)

Tamar Davis – Chain of Fools (Aretha Franklin)

idolometro

Fez parte do grupo que viria a se tornar conhecido como Destiny’s Child (sim, o da Beyoncé), mas os pais achavam que ela precisava estudar e a tiraram de lá. Pois é, perdeu a chance da vida dela. Tamar é linda, tem um sorriso maravilhoso, um cabelo incrível e uma excelente voz. Fez uma apresentação irretocável, mas, pela escolha de repertório, já estou com medo dela virar apenas mais uma diva datada. Ela tem um visual refrescante e deveria aproveitar isso. Christina e Blake viraram, ela escolheu a Xtina. Time da técnica está fortíssimo.

Jessica Crosbie – Viva La Vida (Coldplay)

idolometro

Não aguento mais essa música em realities musicais, mas a Jessica Crosbie mudou os arranjos e fez uma versão bastante particular. O problema é que ela esqueceu de criar um grande momento na apresentação. Ela precisa entender que, em uma competição como o The Voice, não dá pra levar tudo com tanta suavidade. Pharrell, Adam e Christina viraram. Ela escolheu o Pharrell.

Justin Whisnant – Ain’t Worth the Whiskey (Cole Swindell)

idolometro

Ele tem uma voz excelente, mas é country e eu não estou muito interessado nisso. Se arriscar algo diferente na fase das battles, posso me importar um pouco mais. Adam e Blake viraram. Escolheu o Blake.

Jackie Lipson – Ex’s and Oh’s (Elle King)
Ninguém virou.

Daniel Passino – Marvin Gaye (Charlie Puth)

idolometro

Performance correta. O Daniel mandou um falsete no final da apresentação e tudo, mas não me passou nada. Essa música pede um molejo no palco que ele, definitivamente, não tem. Christina e Blake viraram. Escolheu a Christina.

Owen Danoff – Don’t Think Twice It’s Alright (Bob Dylan)

idolometro

O garoto começou a falar e parecia não ter confiança alguma, mas acabou sendo um ótimo representante do folk. Escolheu a música certa, interpretou a canção com muita delicadeza e sensibilidade. De uma forma extremamente natural, conseguiu passar emoção. Todos os técnicos viraram, mas ele fez a escolha correta e entrou pro time do Adam Levine, que é quem mais combina com o perfil dele.

Maya Smith – Do Right Woman, Do Right Man (Aretha Franklin)

idolometro

Que mulher linda. Maya tem uma voz que lembra a da Jennifer Hudson, porém sem tanto punch. O timbre é agradável, mas o vocal dela ainda é muito inconsistente. Teve um momento em que ela se descontrolou e gritou tanto que parecia uma taquara rachada, como diria o Miranda, jurado do finado Ídolos no SBT. Pharrell e Christina viraram. Ela escolheu o Pharrell.

Nolan Neal – Drive (Incubus)
Ninguém virou.

Brittney Lawrence – Warrior (Demi Lovato)

idolometro

Nunca imaginei que ela fosse cantar Demi Lovato. Brittney já tentou o The Voice sete vezes, mas é a primeira vez que ela chega na fase com os técnicos. Desafinou um pouco, mas mostrou bastante força e sentimento na apresentação. Christina e Blake viraram. Ela escolheu o Blake.

Teresa Guidry, Chelsea Gann e Lily Green.

Teresa Guidry – Girl Crush (Little Big Town)
Adam e Blake viraram, mas ela escolheu o Blake.
Chelsea Gann – Wild Angels (Martina McBride)
Só a Xtina virou.
Lily Green – Songbird (Fleetwood Mac)
Só o Adam virou.

Matt Tedder – I’m Your Hoochie Coochie Man (Muddy Waters)

idolometro

Sei que ele usa esse cabelo horroroso pra ficar com um visual dos anos 70, mas é muito feio e ele precisa dar um jeito nisso. Achei a voz muito estridente, bem irritante. Não gostei, mas o Adam curtiu e virou para o garoto.

Joe Maye – I Put a Spell On You (Screamin Jay Hawkins)

idolometro

Tentou o The Voice ano passado e não passou da ‘Blind Audition’. Joe Maye é carismático e tem um brilho nos olhos que encanta qualquer um. Ele é ótimo, mas agora precisa superar a barreira de ser “o garoto que fez um dueto com a Xtina”. Esse momento foi mágico, mas Joe não pode ser lembrado só por isso. Na próxima fase, vai ter que provar o artista que é e sair da sombra da técnica – a pimenta foi dada só por causa do dueto, vale salientar. Christina Aguilera e Blake Shelton viraram, mas ele escolheu a Xtina, óbvio. E você não está ficando louco: Ellie Lawrence e Mark Hood, ambos do The Voice 9, são amigos do Joe e estavam acompanhando o menino.

Veja também:

Comentários