- AMERICAN IDOL - THE VOICE US/UK - THE X FACTOR

- ÍDOLOS - THE VOICE BRASIL - THE VOICE KIDS

The Voice USA 2016, Season 10: Top 10 Performances (S10E21)

The Voice USA 2016 Top 10 Performances

Mais uma grande noite de apresentações do The Voice USA 2016! Nesta segunda-feira (02/05), acompanhamos as performances do Top 10.

Será que algum participante mereceu ganhar pimenta hoje? Assista aos vídeos e leia os comentários do Coloca para saber!

Review – The Voice USA 2016, Season 10: The Live Shows – Top 10 Performances (S10E21) – Michelle Obama – Episódio completo.

Apresentação em grupo – Home (Dierks Bentley)

Daniel Passino – I Don’t Want to Miss a Thing (Aerosmith) – Team Pharrell

idolometro

Não importa qual seja o reality, o meteoro sempre vem. Mas a escolha dessa música mais atrapalhou do que ajudou o garoto. Desafinado e sem sentir nada, essa foi a apresentação mais sem sentido que o Daniel fez até hoje. Seria reprovado até em um karaokê.

Shalyah Fearing – My Kind of Love (Emeli Sandé) – Team Adam

idolometro

Bem melhor que semana passada, mas ainda abaixo da Shalyah de “Listen”. A menina disse que esse é o tipo de música que ela quer pra carreira dela e, olha, a garota está certa. A música casou perfeitamente com ela. O início da apresentação foi perfeito, mas aquela escada demoníaca fez ela desafinar – e esse é um problema recorrente em suas apresentações. Já estamos na última fase do programa e Shalyah continua crua, sem demonstrar uma grande evolução técnica.

Se a jovem continuar no programa, Adam prometeu colocar ela para cantar “No More Drama”, mas nem a própria Mary J Blige canta essa música melhor do que a La’Porsha Renae, do American Idol 2016. As comparações serão inevitáveis.

Nick Hagelin – I Can’t Help It (Michael Jackson) – Team Christina

idolometro

A voz do Nick parece muito com a voz do Michael Jackson. Lembro que disse isso logo na primeira aparição do rapaz no programa. Só não entendi o motivo do Nick escolher logo uma música tão desconhecida do Michael. Já que seria comparado com o rei do pop de qualquer maneira, ele poderia ter optado por uma música mais impactante. De qualquer forma, Nick foi bem melhor do que semana passada, mas ainda não vejo nada de especial nele. E essa coreografia envolvendo a cadeira era mesmo necessária?

Hannah Huston – Rolling in the Deep (Adele) – Team Pharrell

idolometro

Se um dia eu for na plateia do The Voice, vou levar uma corda comigo e amarrar essas mãos inquietas da Hannah. Ninguém nunca vai alertar ela sobre o quão irritante isso é? Enfim, mais uma boa apresentação da Hannah. O problema é que nós já estamos tão enjoados dessa música que é quase impossível ficar animado com isso. Hannah tem potencial pra ser o grande destaque do programa, mas o Pharrell simplesmente não sabe como aproveitar isso.

Laith Al-Saadi – The Thrill Is Gone (BB King) – Team Adam

idolometro

Queria algo mais suave, na linha do que foi o ensaio do Laith com o Adam. Na hora da apresentação, Laith focou muito no instrumental e esqueceu a importância de cantar. Tem tudo a ver com o estilo dele, claro, mas foge muito da proposta do programa.

Paxton Ingram – It’s All Coming Back To Me Now (Céline Dion) – Team Blake

idolometro

Paxton tomou distância dos odiados da edição (Daniel e Nick) e conseguiu provar que mereceu ficar no programa. Mas já deu pra notar que o Blake vai querer ele fazendo coisas nessa linha até o fim da temporada. O pior é que o meu lado favorito do Paxton é aquele que ele mostrou na fase das battles, quando cantou “I Know What You Did Last Summer”. Foi quando Paxton se mostrou um artista de verdade. Cantou, dançou, encheu o palco e me deixou com vontade de ver mais coisa dele. Agora, apesar de cantar bem, Paxton não passa de mais um cantor qualquer.

Mary Sarah – Stand By Your Man (Tammy Wynette) – Team Blake

idolometro

Pegou uma música mais na linha de “Where the Boys Are”, que ela cantou na audição. Eu não poderia achar mais chato, sinceramente. Foi uma apresentação sólida, mas é o tipo de música caipira que não me agrada em nada. É uma canção monótona, que só causa sono. Claro que vai de encontro com o público country que ama o The Voice, mas não imagino que ela consiga conquistar novos fãs por causa dessa performance.

Bryan Bautista – Promise (Romeo Santos feat. Usher) – Team Christina

idolometro

O Bryan voltou! Finalmente! Gostei muito mais da parte da música em espanhol do que a parte em inglês. Ele até desafinou na transição de um idioma para o outro no começo da performance, mas depois acertou em tudo. Após tantas tragédias, essa foi uma das melhores apresentações do Bryan em semanas.

Alisan Porter – Let Him Fly (Dixie Chicks) – Team Christina

idolometro

No ensaio, Alisan revelou que o seu namorado faleceu bem na época em que ela era viciada em álcool. Ela contou que essa canção é especial por ter sido uma forma de cura para ela. A vontade da Alisan era que essa música pudesse recuperar outras pessoas, assim como aconteceu com ela. E acho que ela foi capaz de atingir seus objetivos. A performance foi emocionante e já é, disparada, a minha apresentação favorita dela na competição.

O grave da Alisan é muito bonito e ela deveria focar mais em aproveitar isso. Todo mundo já entendeu que ela canta absurdos e atinge notas altíssimas, mas não é isso que ela precisa fazer pra ganhar esse programa. Hoje ela provou que se encaixa melhor no country do que em qualquer outro estilo musical. Acertou na escolha da música e ofuscou TODOS os outros participantes. Espero que continue seguindo esse caminho.

Adam Wakefield – I Got a Woman (Ray Charles) – Team Blake

idolometro

Não ignoro a incrível competência vocal do Adam. Ele sempre vai cantar bem, já sabemos disso. Mas essa apresentação foi até engraçada. O início (os primeiros 37 segundos, apenas) foi espetacular, mas parou ali. Que música chata!

Veja também:

Comentários