- AMERICAN IDOL - THE VOICE US/UK - THE X FACTOR

- ÍDOLOS - THE VOICE BRASIL - THE VOICE KIDS

O teatro dos técnicos do The Voice Brasil

Técnicos Participantes The Voice Brasil 2015

As audições às cegas chegaram ao fim. Graças a Deus! Em uma tentativa de fazer humor, os técnicos do The Voice Brasil falam mais que o necessário e criam situações nitidamente artificiais, tornando a primeira etapa cansativa.

O que podemos ver é a consolidação de personagens extremamente caricatos. Claudia Leitte, Lulu Santos e Carlinhos Brown brigam para ser o centro das atenções, quando esse papel deveria ser exclusivamente do candidato. A avaliação da voz fica em segundo plano e a audição é levada por uma insuportável rasgação de seda, ceninha para ver quem vai aumentar o time e, mais que isso, um atropelando o outro na hora de falar.

Sobre Michel Teló, ainda não podemos reclamar. Ele acaba de chegar e está apenas seguindo o fluxo. Como está rodeado de mentores desqualificados, o sertanejo se vê obrigado a se rebaixar também.

The Voice Brasil 2015

Essa disputa pelo candidato é sempre chata? Admitimos que não, não é. Em alguns – raros – momentos nos divertimos com a encenação. Chato é querer fazer isso todas as vezes em que mais de um jurado quer o mesmo participante.

Até agora, o melhor momento proporcionado pelo teatro dos técnicos foi quando o participante Rafael Dias cortou o discurso de Claudia Leitte e, sem se importar em ouvir a loira, escolheu Lulu Santos. Por que foi tão bom? Porque foi algo natural. Foi apenas um reflexo natural, palavra que Lulu, Claudinha e Brown parecem desconhecer.

Estamos falando sobre um programa de televisão e alguns artifícios são necessários para torná-lo mais atraente, mas o exagero da atual temporada chegou a um ponto inaceitável. É lamentável saber que todos esses excessos poderiam ter sido cortados durante o processo de edição.

A verdade é que após cinco episódios de sofrimento, ainda torcemos para produção corrigir os erros da primeira semana.

Veja também:

Comentários